quinta-feira, julho 26, 2007

COM ALGUMAS SEMANAS DE ATRASO...


A minha querida Susana desafiou-me, e desde esse dia me cobra, para que respondesse a um desafio literário. Para quem gosta de ler, poderia parecer à partida uma "tarefa" fácil. Pois não é!
A ideia é escolher cinco livros (apenas cinco) que façam parte da história da minha vida.
Eis a minha escolha, sem ordem de preferência:
O Homem, Oriana Fallacci - a história de um preso político contada, por uma jornalista que era também sua companheira. As condições desumanas em que esteve preso e o isolamento a que o impuseram marcaram profundamente a minha adolescência.
Cem anos de Solidão, Gabriel García Márquez - a história da família Buendía, na cidade de Macondo, ao longo de uma série de gerações. O enredo é brilhante porque torna as personagens quase reais. Às tantas, parece que as conhecemos... Os temas são tratados com uma doce naturalidade. Muito bom!
Capitães da Areia - Jorge Amado - a vida de um grupo de jovens brasileiros abandonados, que faziam do furto a sua forma de subsistência e de sobrevivência. "A violência, sempre presente no quotidiano destes jovens que vivem do roubo, tem o seu contraponto na amizade que os une e nos momentos em que, extasiados, ouvem, como qualquer criança, histórias de aventureiros, de homens do mar, de personagens heróicas e lendárias…"
Criação do Mundo, Miguel Torga - quem conhece Torga sabe que quaisquer palavras por ele escritas (prosa ou poesia) são belas, porque retratam fiel e inocentemente a natureza humana. É o que acontece nesta "Criação", onde se percebe a profunda ligação à noção de terra e família.
A Sombra do vento, Carlos Ruiz Zafón - livro lido mais recentemente mas que me "prendeu" como há muito nenhum outro o fazia. Qualquer amante de livros e de literatura gostaria de viver a história do jovem Daniel Sempere e de resgatar do "cemitério dos livros esquecidos" um que pudesse fazer voltar a viver. A história desenrola-se a partir daqui e muita coisa acontece. O que está sempre presente é o factor surpresa, pois nada é como nós (leitores) imaginamos. É um livro brilhante!
Para além destes cinco, ficam mais duas referências:
O Mundo de Sofia, de Jostein Gaarner
Equador, Miguel Sousa Tavares
Deixo o desafio para quem quiser encará-lo. LOL

3 Comments:

Blogger Lua Obscura said...

"Há naturezas singulares que, só pela evidência de o serem, nos
inculcam a secreta esperança de estarmos finalmente diante de
excepções às leis inexoráveis da vida e da morte." Miguel Torga

Obrigada pela resposta ao desafio!

27 julho, 2007 01:31  
Anonymous Dora Gafenho Palma said...

Pois embora não tão 'devoradora' literária como tu eu aceito o desafio:
Partilho o gosto em relação ao primeiro autor, Oriana Fallaci mas o livro para mim seria 'Cartas a um filho que não nasceu', um livro de '70 mas tão actual, as relações sem fundações fortes... um filho que chega sem avisar e as dúvidas duma mulher.
Apoio o segundo livro (isso já adivinhavas...) apenas acrescento que todas as personagens e locais são baseadas em factos reais. O que me faz vibrar neste livro é que, embora havendo muitos homens talvez sejam a maioria dos personagens, é evidente o poder feminino, a matriarca é uma figura presente. as mulheres são o motor desta e de todas as histórias deste autor. A forma como a morte dos personagens é descrita.
Acrescento mais um à lista de G.G. Márquez'O amor nos tempos de cólera', um amor sem pressa e sem tempo...
'O Principezinho' de Saint Exupéry, afinal foi por causa dele que conheci o amor da minha vida, para além de ter a mais bela mensagem de amor "...só se vê bem com o coração."
Termino com um actual 'Materna doçura' de Possidónio Cachapa' não se explica, lê-se e sente-se!
recomendo ainda, qualquer um de:
Edgar Edgar Poe
Gonçalo M. Tavares
Os livros são como qualquer outro produto de qualquer arte: quando se fala neles não se fala no seu conteúdo mas o que eles significaram para nós, como é que os sentimos quando lemos, estes não são excepção.

30 julho, 2007 09:33  
Anonymous Susana said...

E então o livro "Eu, Carolina" da tão dotada escritora Carolina Salgado?... Ninguém lhe faz referência?!

Notícias da Adriana é que era bom...

16 agosto, 2007 16:57  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home